Carreira em TI: conheça o dia a dia do Charles Cooley aqui na Orbia
carreira em ti
Software Programming Web Development Concept

Carreira em TI: conheça o dia a dia do Charles Cooley aqui na Orbia

Negócios inovadores, desafios constantes, vagas sempres abertas e profissões em alta. Hoje em dia, não faltam motivos para seguir uma carreira em TI.

Aliás, a área tech é sempre uma boa pedida, já que esse setor costuma apresentar bons índices de desempenho e crescimento, mesmo em meio às crises econômicas. 

Isso acontece porque as possibilidades de carreiras em TI são muitas, uma delas, por exemplo, é a de analista de infraestrutura. Uma profissão que tem o objetivo de garantir o bom funcionamento de toda infraestrutura de redes, servidores e bancos de dados de um projeto ou de um sistema, tanto de softwares como de hardwares.

Além disso, analistas de infraestrutura, em algumas ocasiões, também atuam com suporte técnico, instalando, configurando e atualizando softwares, bem como  fornecendo os requisitos necessários para o funcionamento adequado de uma estrutura de redes.

E aí, essa ideia te interessou? Que bom!

Para te ajudar a entender melhor essa profissão, pedimos para o nosso analista de infraestrutura, Charles Cooley, explicar um pouco do seu dia a dia e das funções que desempenha aqui. Além de, é claro, contar como ele construiu sua carreira em TI.

Confira:

Carreira em TI: como iniciar na área?

É normal que no início de carreira, muitas pessoas fiquem confusas. Surgem questionamentos como “qual especialidade devo seguir?”, “Qual linguagem de programação devo estudar?”, “É melhor saber JAVA? Kotlin? .NET?”, “E se eu seguir para área de infraestrutura, no que devo focar? Redes ou servidores?”, “Como está o mercado?”, “Quais certificações devo ter?” e assim se vão estes e (muitos) outros questionamentos.

Mas calma! As respostas para essas e outras perguntas vão acabar aparecendo naturalmente, sendo incentivadas, sobretudo, pelos seus próprios gostos e inclinações.

Então, depois de ingressar na faculdade ou em algum curso/bootcamp de desenvolvimento, use esse período para aprender e absorver o máximo de conhecimento que você puder. Além de, é claro, descobrir do que você gosta ou não.  

Além disso, alguns conhecimentos como lógicas de programação, inglês e data science podem ajudar no seu desenvolvimento, independente da carreira que você seguir.

“Desde criança obtive incentivos com meu pai para trabalhar com “computação” porque ele era da área. Aprendi lógica de programação e manutenção em computadores antes mesmo de entrar na faculdade (isso nos anos 2000). Fiz bacharelado em Ciência da Computação e sou pós-graduado em Gestão de TI e projetos. Ao todo, tenhos 16 anos de carreira em TI e já passei por áreas de redes, infraestrutura, desenvolvimento de sistemas, gestão de infraestrutura de TI e gestão de Service Desk / Field Service. Atualmente, atuo também na área de segurança da informação”, nos conta Charles Cooley.

E como é o dia a dia de trabalho de um analista de infraestrutura?

De forma resumida, as principais responsabilidades de um analista de infraestrutura, como o Charles, são: participar da análise, do estudo e do planejamento de softwares e hardwares de apoio (como bancos de dados e sistemas operacionais), além de garantir a segurança dos dados e atuar na manutenção (preventiva ou não) destes serviços.

“O meu dia a dia no trabalho é dividido em dois principais pilares de atuação, sendo eles infraestrutura de TI e segurança da informação. E com a experiência que eu tenho em outras áreas, fica muito mais fácil entender as necessidades dos colaboradores e realizar as “pontes” entre a área técnica e o colaborador final, sempre buscando atender da melhor forma possível as duas necessidades. Atualmente, o meu principal desafio é atender e otimizar as necessidades de crescimento da área de tecnologia, mas sempre de forma estruturada e organizada, fazendo os investimentos corretos.”, explica Charles.

Quais conhecimentos técnicos preciso ter para seguir carreira em TI?

De acordo Charles, tudo vai depender das suas inclinações, isto é, se você deseja se tornar um especialista ou se que ter um perfil mais dinâmico e generalista:

“Os conhecimentos técnicos mudam com frequência na área de Tecnologia. Além disso, você pode se tornar um especialista ou um generalista multidisciplinar, já que ambos os casos são valorizados pelo mercado. Para se tornar um especialista em infraestrutura de TI, por exemplo, se aprofunde em redes de computadores, programação de scripts, servidores e segurança de TI, assim você conseguirá também evoluir muito bem na onda Cloud porque obteve uma boa “base”. Já para se tornar um multidisciplinar ou gestor, “navegue” em diversas áreas, mas sempre com muita força de vontade, assim você terá uma visão extremamente ampla de como funciona as diferentes áreas da Tecnologia e conseguirá melhorar e otimizar os processos da área ao longo de sua carreira”, sintetiza.

E no âmbito das softs skills?

Se engana quem pensa que as habilidades comportamentais não são importantes. Pelo contrário, as empresas estão cada vez mais atentas as capacidades comportamentais de seus colaboradores. Por isso, nuances como inteligência emocional, liderança, flexibilidade, adaptação, empatia e colaboração estão sendo cada vez mais valorizadas.

“Mas quando falamos de carreira em TI, o relacionamento interpessoal e a flexibilidade são as bases de todas as soft skills necessárias, porque independente da área que você atue, você sempre será o responsável por fornecer meios tecnológicos e suportar a infraestrutura de TI para todos os seus clientes/colaboradores”, opina Charles.

Como você pode ver ao longo do nosso artigo, uma empresa sempre precisará de profissionais que queiram seguir carreira em TI. Afinal de contas, esses profissionais estarão ligados diretamente ao desenvolvimento do negócio e, sem eles, dificilmente a empresa crescerá conforme o esperado. Por isso, se você deseja construir sua carreira na área de Tecnologia, saiba que oportunidades e desafios não faltarão.

“A área de TI é umas das áreas onde mais possui opções de atuação, no meu ponto de vista. Programação, infraestrutura, redes, cloud, segurança e, para novas gerações de talentos, o mobile, IOT (internet das coisas), a inteligência artificial e muito mais. Por isso, se você gosta de estudar e se manter atualizado, esta é, com certeza, a sua área de atuação, porque você nunca irá parar de estudar e aprender coisas novas”, garante Charles.

Aproveite e fique de olho também nas nossas vagas!

 

CompartilharFacebookTwitter
Entrar na conversa