Acessibilidade e usabilidade: conceitos e diferenças
acessibilidade e usabilidade

Acessibilidade e usabilidade: conceitos e diferenças

Quando falamos de abordagem universal do design, dois termos costumam aparecer com bastante frequência: acessibilidade e usabilidade. E, apesar de representarem conceitos diferentes, muitas vezes estes termos causam confusão.

A acessibilidade está associada com a capacidade de tornar o produto digital acessível para os usuários que possuam algum tipo de necessidade especial, de modo que todas as pessoas consigam assim ter uma experiência positiva de acesso, independentemente da sua condição. Já a usabilidade está associada com a capacidade de qualquer usuário acessar o produto digital com facilidade, rapidez e satisfação.

Semelhanças e diferenças entre acessibilidade e usabilidade

Acessibilidade e usabilidade estão, portanto, associadas às experiências dos usuários em relação a um produto ou serviço. No entanto, enquanto a usabilidade está diretamente relacionada com a rapidez e a eficiência na navegação para os usuários, a acessibilidade, por outro lado, é um atributo que possibilita o acesso, a compreensão e a navegação de pessoas com deficiências. Ou seja, a acessibilidade é uma garantia de que todas pessoas, independentemente de suas condições físicas ou psicológicas, conseguirão utilizar um produto digital. 

Para isso, os sites e os aplicativos precisam ser pensados para garantir um acesso universal. Nesse sentido:

  • Um site acessível abrange todos os usuários de forma justa e igualitária;
  • Um produto digital não pode ser considerado 100% utilizável se não for acessível;
  • Ou seja, a acessibilidade, consequentemente, implica em usabilidade.

Design Universal

O conceito de design universal foi criado no século XX e pode ser aplicado em quase todas as etapas de criação de um produto, seja ele digital ou não. Isso porque ele permite que os desenvolvedores deem forma para as interações, a arquitetura e o design visual de um produto, a fim de oferecer acessibilidade e usabilidade para os usuários finais.

Mas como você pode assegurar que seu produto digital tem acessibilidade e usabilidade? Bom, uma dica é utilizar algumas ferramentas que possam fazer análises e te dar insights importantes para otimizá-lo. Para usabilidade, por exemplo, temos o mapa de empatia e os testes de usabilidade. Para acessibilidade, por outro lado, temos os guides globais, que vão desde o contraste de cores até o tamanho das fontes.

Além disso, aqui na Orbia, também acreditamos muito em inclusão e empatia. Por isso, na hora desenvolver um produto digital, realizamos testes para ajudar a tornar a experiência a mais completa possível.  Até mesmo porque, quando nós nos preocupamos com a acessibilidade resolvemos, automaticamente, vários outros problemas de usabilidade e melhoramos assim o foco no usuário, valorizando a integração e o envolvimento.

E agora que você já sabe um pouquinho sobre a influência da acessibilidade e usabilidade na experiência do usuário, que tal ler também sobre o mapa de empatia? Uma ferramenta essencial para quem precisar entender as perspectivas de uma persona.

CompartilharFacebookTwitter
Entrar na conversa